Barcelona para mochileiros (Dia 4)

Por Bruno Bosi

Último dia em Barcelona! Bateu aquele cansaço, combinado com a vontade de ficar mais um pouquinho. Meu sono durou três horas, mas levantei bem disposto para ir para a Catedral Sagrada Família.

image

image

image

imageÉ uma catedral que está em constante construção. Dizem que vão terminar a obra em 2026, ano do centenário da morte do arquiteto: Gaudí. De novo, baseado na natureza, tudo é curvo, simétrico e excêntrico. É incrível como foi construída e, no momento em que entrei na Catedral, algumas coisas me chamaram atenção. A primeira delas é a sonoplastia do lugar: ele projetou um teto com claraboias hiperbólicas que impedem a propagação do som, além de um teto alto que diminui a propagação das ondas. Resumindo: não há nenhum barulho no lugar, mesmo lotado de turistas. A iluminação também é impressionante: a luz é quase inteiramente natural e a igreja é projetada de uma maneira que exala vivacidade e leveza. Simbolismos cristãos são também bem presentes (como o triângulo no teto que representa a eternidade de Jesus e o curioso quadrado mágico da idade de Cristo, na foto ao lado). Surpreendente e difícil de descrever.

Vale lembrar que, mais uma vez, a compra de ingressos deve ser feita pela internet. O monumento histórico é bem requisitado – se não o mais requisitado de Barcelona – e, por isso, deve-se marcar o horário de visita. Este é um dos pontos que eu não gostei: a Igreja virou um monumento artístico e perdeu toda a característica singular. Sempre que você entra numa igreja, você sente uma vibe meio diferente, mesmo não sendo muito religioso. Lá não foi o caso. Uma pena, porque daria ao lugar um significado ainda mais excêntrico. Desvantagens da massificação do turismo.

Depois disso, voltei para o hostel para encontrar com os brasileiros e almoçar no mercado La Boquiera (de novo). Já estava com dó de tanto dinheiro gasto e resolvi optar pelo prato mais barato mais uma vez: calamari. Estava tão bom quanto antes. Os brasileiros que estavam comigo pediram um mix de frutos dos mar. Apesar de ser bem estranho (diria até feio), é uma delícia! Vale experimentar.

Fui fazer os programas que tive que cancelar no domingo: o Museu do Chocolate e o Bairro Gótico. O Museu do Chocolate é legal, mas não indicaria. São apenas algumas esculturas feitas de chocolate e painéis que explicam a história do chocolate. Para quem mesmo assim tiver interesse, o museu se localiza no Bairro Gótico, então continuei meu turismo por lá. E é mesmo incrível. Ruas super estreitas (espero que tenham boa noção de localização, pois não é muito difícil se perder) e casas altas deixam as ruas escuras – creepy e interessante. Sugiro que olhem as varandas das casas, têm coisas bem distintas e as grades são uma diferentes das outras, é muito singular.

A parte ruim deste dia foi o meu cansaço: ja não estava muito disposto a caminhar. Mas fui, sim, aos lugares mais famosos do bairro, parei em cafeterias e aproveitei o dia. Tinha que ir ao aeroporto, que ficava a 40 minutos da cidade, no meio da tarde. Assim, acabou meu dia e minha passagem por Barcelona.

Acho que o ápice do dia foi o monumento que vi na rua e fiquei sem reação: um Picasso no meio da rua?
image

É isso mesmo: um sketch de Picasso na parede de um prédio perto da igreja do bairro. Como eu disse, olhem para os lados! Há muitas coisas interessantes pra ver.

Este foi o roteiro e minhas impressões de Barcelona. Gostaria de agradecer muito ao Fellipe por ter disponibilizado este espaço para contar um pouco mais da história para vocês. Fiz outras viagens pela Europa. Quem sabe vêm mais posts por aí?

Até breve (?),
Bruno Bosi

image

*Bruno Bosi, 19 anos, é estudante de Economia e gosta muito de viajar. Passou 2 meses na Inglaterra estudando inglês e aproveitou os fins de semana para circular pela Europa.

Quer contar a história da sua viagem também? Deixe aqui um comentário e O Mochilão entra em contato com você!

Anúncios

Sobre brunobosi

Brasileiro, 19. @brunobosi
Esse post foi publicado em Espanha, Europa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Barcelona para mochileiros (Dia 4)

  1. Luiz Toledo disse:

    Bruno/Felipe
    Muito obrigado por compartilharem. ..sou viajante … Vou voltar a Barcelona e seguramente suas impressões vão me direcionar. Abc
    Luiz

Comentários, sugestões, dúvidas? Respondo a todos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s