Turistando em Nova York – Parte 3

Este é o penúltimo post sobre Nova York. Como o Daniel voltou para o Brasil no dia 21, acabei ficando sozinho… mas por pouco tempo! Acabamos conhecendo um outro brasileiro na balada – meu xará Felipe -, que me acompanhou em mais algumas paradas obrigatórias da Big Apple. Confira:

Metropolitan Museum of Art

O MET, como é conhecido um dos mais queridos museus dos nova-iorquinos, é famoso por suas escadarias e pelo seu acervo, que reúne relíquias da antiguidade e obras de arte mais contemporâneas. Não costumo frequentar museus, mas até que foi bem divertido! Ah, no MET é permitido tirar fotos (sem flash, claro).

Pena que o Egito não faz parte do itinerário... já estava adaptado ao ambiente

Sem comentários para este quadro

Se isso é desenhar bem... não viram meus rabiscos de quando eu tinha uns 8 anos!

Estátua da Liberdade

“I’ve been there, I’ve done that”. Em inglês, esta é uma expressão bastante utilizada que significa algo como “OK, fui lá e fiz isso”. Ir à ilha e ver a Lady Liberty de pertinho significa enfrentar filas gigantescas, pagar mais de US$10 pelo ticket da balsa (pelo menos disso não precisei porque herdei o passe do Felipe, que também voltou para o Brasil) e enfim perder umas quatro horas do seu dia para ver uma estátua batidíssima que enferrujou e ficou verde. Quer uma dica? O ferry gratuito para Staten Island não tem filas e você vê a estátua de pertinho!

Você é bonitinha, mas me fez perder minha última tarde em NY!

Missa no Harlem

Mãe e pai, acreditem se quiser: eu fui à missa! A comunidade negra do Harlem é famosa pelos corais que acompanham as cerimônias nas igrejas batistas da região. Como o hostel estava organizando um “Harlem Gospel Tour”, achei que seria uma boa oportunidade para conhecer de perto um costume local.

Esse velhinho comandou o tour e explicou as origens da comunidade

Bom papo não tem língua nem idade: a interação é mesmo a melhor parte da hospedagem no hostel

Chegando ao local, as regras americanas de sempre: era proibido filmar e fotografar (mesmo sem flash) a cerimônia e o interior da igreja. O local era bem simples, parecido com uma igreja batista brasileira, e a introdução da missa também é similar aos ritos tupiniquins. Mas quando o coral entrou… parecia um musical da Broadway! Todos (os cantores e os fiéis) agem iguaizinhos aos personagens daqueles filmes em que aparece um coral ou uma igreja da comunidade afro-americana – as mesmas vozes indescritíveis, a empolgação da galera, o gestual estilo Mariah Carey e a criatividade no visual. Essa é uma visita que recomendo (com exceção do sermão, que parecia tão interminável quanto o de qualquer igreja).

Na rua da igreja, residências típicas da comunidade negra do Harlem

Museu de Cera Madame Tussauds

Algumas esculturas são realmente impressionantes. Nas fotos, é possível até enganar um amigo distraído. Mas será que vale a pena morrer em mais de 30 doletas pelo ingresso? É um programa divertido, mas se você estiver querendo economizar passe longe daqui. E tente ir acompanhado, porque ficar implorando por uma foto aos outros visitantes é triste demais da conta!

Essa daqui eu pude abraçar e até dar uma encoxadinha

A felicidade da velhinha indiana subindo na cabeça gigante desta estátua tosca foi impagável

Musicais da Broadway

Os dólares mais bem gastos em uma atração tradicional de Nova York foram pagos no ingresso de um musical. O talento dos atores, que “cantam, dançam e representam” de verdade, é de cair o queixo. Nós assistimos “Rent”, mas há dezenas de opções para todos os gostos, dos clássicos (“Wicked”, “Phantom of the Opera”, “Mary Poppins”) a novidades (“Spider-Man”, “Sister Act”, “Ages of Rock”). Esta dica é conhecida, mas é bom lembrar: o quiosque da TKTS atrás da arquibancada da Times Square vende ingressos para as apresentações do mesmo dia com descontos que chegam a 70%. Ah, e o Daniel lembrou nos comentários que no Pier 19 existe um quiosque igualzinho, mas sem filas. Outro toque: se você não estiver com o inglês afiadíssimo, vale a pena pesquisar sobre o enredo para não se perder no meio da peça e achar tudo confuso demais.

Vou encerrar este post com uma das canções de “Rent”, que também acabou virando filme. Cliquem e confiram “Seasons of love”!

O próximo post encerra a passagem deste mochileiro por Nova York com as melhores histórias dos primeiros dias de viagem… até lá!

Anúncios
Esse post foi publicado em EUA e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Turistando em Nova York – Parte 3

  1. Deise disse:

    Me passa o endereço da igreja que vc foi, please?

    Bjos!

    • Fellipe Faria disse:

      Deise, o endereço da igreja é esse aqui, ó:
      The Abyssinian Baptist Church
      132 Odell Clark Place (formerly 138th St.) New York, NY 10030
      Tel: 212-862-7474 – Fax: 212-862-3255
      Os horários das cerimônias estão neste link:
      http://www.abyssinian.org/contact/contact/
      Beijo!

      • Adriana disse:

        Felipe, como foi que você conseguiu entrar nessa igreja?! Você comprou um “tour” ou chegou cedo nas filas?! Me passa essa dica?? Obrigada!

      • Fellipe Faria disse:

        Adriana, fiz o Harlem Gospel Tour do HI-New York! Não havia visitantes externos, não é bem uma daquelas missas turísticas. O legal foi isso, conhecer uma experiência realmente típica da comunidade. Sugiro ficar hospedada no HI-NY (o hostel é muito legal!) ou apenas dar uma passadinha por lá e conferir a agenda do tour (tem umas duas vezes por semana, se não me engano). O site é http://www.hinewyork.org/
        Abraço!

  2. Gabriel disse:

    Eu gostaria de fazer um comentario no quadro “sem comentários”, já pode?

  3. Daniel Santiago disse:

    Amigo, no Pier 17 tbm tem TKTS só q nao tem as filas gigantes do gichê da Times Square! E Frisco? Gostando? Aguardando o proximo post! Abraçao e se cuida! =D

  4. Poly disse:

    Bol!!!! eu daria tudo pra ter ido no musical!!! sou louca com essas coisas! Seu blog está ótimo! estou acompanhando sempre!!! mil beijos pra você e aproveite muito!!!

  5. Felipe Portugal disse:

    As fotos, as legendas, seus comentários, tudo perfeito! Seu blog está phoda! Parabéns! Ah qual o próximo destino?

    • Fellipe Faria disse:

      Valeu, Felipe! Bom saber que tenho um leitor de Paraíba do Sul, hehe! Já estou em San Francisco, clica lá em cima em Itinerário que você tem acesso a todo o roteiro! Abração

  6. Viviane disse:

    Amigo, esses dias a mais realmente fizeram a diferença: fiquei mega inspirada. Quando voltar, tenho que sair de Manhattan! = )
    Seu blog está indescritivelmente bom. Congrats! Bjux

    • Fellipe Faria disse:

      Bíbis, vamos voltar um dia só pra gastar… ah, deu muita dó não ter podido sair das lojas com dezenas de sacolas. E brigadão pelo elogio, você sabe que vindo de você é valioso! Beijão!!!

  7. Poxa, que pena q ta acabando Nova York. Tô amando seus posts!
    Espero ansiosamente por mais aventuras!
    🙂

  8. Verônica disse:

    Bôl, você já tinha ido a NYC antes, da outra vez que foi aos Estados Unidos?! Ow, IMPAGÁVEL sua descrição do coral gospel do Harlem! hahahaha Quando você voltar quero ver uma imitação bem típica bolshoiestíca! hahaha Beijos, aproveite SF!

    • Fellipe Faria disse:

      Vevê, foi minha primeira vez, mas é como se eu já conhecesse NYC. Tinha muita vontade de visitar e por isso sempre lia uma coisinha ou outra sobre a cidade! E pode deixar que quando eu voltar eu conto os detalhes impublicáveis… hahaha! Beijão

Comentários, sugestões, dúvidas? Respondo a todos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s